Seguidores

segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Sobre a admiração

Fiquei feliz quando,ao pesquisar,me dei conta de que outros seres pensantes também se haviam debruçado sobre a ADMIRAÇÃO.

«Gostamos sempre de quem nos ADMIRA,mas nem sempre gostamos daqueles que admiramos.»
                                                                                              LA ROCHEFOUCAULD

«ADMIREMOS os grandes mestres,mas não os imitemos.
                                                                 VICTOR HUGO

«O que a juventude tem de melhor é ser capaz de ADMIRAR sem compreender.»
                                                                                            ANATOLE FRANCE

«Duas coisas povoam a mente com uma ADMIRAÇÃO e respeito sempre novos e crescentes...o céu estrelado por cima e a lei moral dentro de nós.»
                                           EMMANUEL KANT

«A AMIRAÇÃO acaba onde começa a compreensão».
                                      CHARLES BAUDELAIRE

«Há uma inocência na AMIRAÇÃO:é a daquele a quem ainda não passou pela cabeça que também ele poderia um dia ser admirado.»
    FRIEDRICH NIETZSCHE

sábado, 29 de dezembro de 2012

A ADMIRAÇÃO

Imagem do Google
A admiração é sinónimo de contemplação,mas também pode significar espanto,surpresa,entusiasmo,orgulho,até.
Ao passo que o contrário significa desprezo,horror.
Enquanto antónimo,ninguém se admira.Mas,como sinónimo,pode estar ligado a algo positivo,bom,ou negativo e mau.
Eu fico espantada pelo facto da Rainha Isabel II de Inglaterra,apesar da sua avançada idade,ainda reinar e considero isto como positivo.
Já quanto ao neto solteiro,filho da malograda princesa Diana,que se deixou fotografar nu,fiquei espantada também,mas pela negativa
E de muitas outras situações poderia falar.Divagaria tanto,que era até capaz de dar para um livro.
Basta ver o que está a acontecer em Portugal: enquanto os políticos se deleitam com almoços opíparos,há gente a morrer à fome,o que me espanta negativamente,pois, esta classe não abdica de nada,de nenhuma regalia.
Por outro lado,voluntárias, voluntários e donos de restaurantes,juntam-se e levam comida aos sem-abrigo,o que também me surpreende pela positiva.E há até quem leve a comida a casa das pessoas-à pobreza envergonhada,o que também me admira positivamente.
Quando teremos IGUALDADE?!...
Até quando teremos que esperar?!...

sábado, 22 de dezembro de 2012

NOITE FELIZ

 


Este poema foi escrito pelo meu pai(89 anos),quando ele era mais jovem.

  Foi numa noite invernosa
 Que veio ao mundo,em Belém, Deus-Menino.
 Viu a Terra a Luz formosa
 E nós também
 Naquele Deus-Pequenino.

 Natal!encerra magia!
 Tanto lar!
 Que inspira a Poesia
 E a harpa encantadora
Dalgum magoado cismar...

 Ó noite santa de luz e paz para os pastores a sonhar...
 Tens o condão que seduz
E a graça das flores
 E do orvalho ao luar!

 Foi numa pobre lapinha.
 Por entre ternos abraços de Maria,
 Que numa tosca caminha,
Nasceu Jesus nos frios braços
 Da mangedoura que havia!

 E os anjos em revoada,
 Com as vozes mais amenas,
 A cantar
 A paz sempre suspirada
 Pelos lírios e açucenas
 E p'la vastidão do mar!...

 Olhai p'rá gruta bendita
 E vede:um Deus a chorar!..
. E Maria,
 Com uma graça infinita,
 Lá o está a embalar
 Ao som de santa alegria!...

 E mal rompe a bela aurora,
Na gruta ajoelham pastores
 A adorar...
 E canta-se lá por fora,
 Talvez alados cantores «PAZ e BEM» a anunciar.

 Foi numa noite invernosa
 Que veio ao mundo,em Belém, Deus-Menino.
 Viu a Terra a Luz formosa
 E nós a vemos também
 Naquele Deus-Pequenino!

 J.E.Santos (1942)

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

O Natal

Minha neta mais velha(10 anos)insistiu,ao ver os outros blogs, para que eu postasse algo sobre o Natal. Como estava sentada ao computador, pediu-me se poderia ser ela a escrever.Pensei que escreveria o que lhe ditasse. Mas não. O que ela queria mesmo era fazer a sua própria postagem. Disse-me assim: -Vais ver,Vóvó,vai ficar maravilhoso. (Era ela quem me ajudava sempre a colocar as imagens, enquanto estive no Algarve.) No final de ter escrito o primeiro período,queria falar do Pai Natal. Expliquei-lhe tudo muito bem e deixei que fizesse um arranjo. Ficou tristíssima e nem procurou muitas imagens ,para ver qual ficava melhor. Agora,à distância,estou aqui a sofrer como uma condenada,por não ter,ao menos, visto o que ía sair dali. Meu Deus,como a distância altera as nossas maneiras de pensar! Ainda para mais o Natal é triste para mim,pois minha filha vai ser operada à planta de um pé e não vem ao Norte. O meu coração está em mil pedaços. Minha neta,hoje,já me ligou várias vezes(hoje é o último dia de aulas do primeiro período) para me dizer as notas,à medida que os professores mais atrasados vão entregando os testes. Ontem à noite, quando liguei o telemóvel depois de sair do avião, tinha uma mensagem dela a desejar-me uma boa noite. Que Deus me perdoe,mas sinto-me arrependida. Coração de avó sofre!!!

A Violência

Aposentei-me no dia 2 de dezembro de 2011,e nos meus dois últimos anos de serviço, nas minhas aulas de Formação Cívica,com a ajuda de uma psicóloga,( de nome Patrícia)tentámos sensibilizar os alunos contra a Violência. No final do ano, todos tinham de apresentar um trabalho.
 Um grupo,com a minha ajuda,escreveu uma peça,que depois foi representada perante um grande auditório,noutra escola e, entre o público havia algumas figuras de proa da nossa cidade. Os meninos saíram-se bem e até tiveram uma menção.
O outro grupo resolveu redigir um poema onde resumiria tudo o que tinha sido abordado. Acontece que, na véspera da apresentação, o poema ainda não existia.Mas tinha de ser lido por um aluno da turma,para encerrar a sessão. Não tive outro remédio senão pôr-me na pele dos alunos(entre os 13 e os 15 anos) e... começar a escrever.Eis o que saiu:

 Ao tomar conhecimento
 Das sessões contra a Violência
 Veio-nos ao pensamento
 Adquirir mais sapiência.

 Com os Direitos Humanos
 Começou a aprendizagem
Das crianças aos ciganos
  Todos têm sua linhagem

 Que devemos respeitar.
 As Mulheres e as Crianças
 Sempre temos que aceitar
 Em todas nossas andanças.

Em aulas bem interessantes
 De imagens e sua história
 Nós,alunos bem pensantes,
 Enchemos nossa memória.

Sempre muito apelativa
 Era a apresentação
Uma aula muito ativa
 Sem ser de recreação.

 Desigualdade de Género
 É outro tema abordado
 E, fosse qual fosse o número,
 Todos ouvem com cuidado.

 Doméstica é a Violência
Que deu muito que falar
 Formadora com paciência
 A volta consegue dar.

Pois existe sempre um
 Que machista se quer mostrar
 Embora no fim,nenhum
 Sequer ousa discordar.

 Violência no Namoro
 É tema bem interessante
 É preciso haver decoro
 Para a vida ir adiante.

 E,depois destas sessões
 A ajudar-nos no porvir,
 Só vamos colher lições
 E praticar,a seguir.

 Sabedoria e perícia
 Foi,de cada vez,mostrada
 E à drª.Patrícia
 Queremos dizer«Obrigada».

 Escrito por mim em 26 de março de 2010

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

O Natal

Celebra-se a 25 de Dezembro, o aniversário do Nascimento do Menino Jesus.
Ora, quando alguém faz anos, todas as atenções se viram para o aniversariante.Neste caso universal, toda a Terra, deveria lembrar-se do objetivo deste nascimento.
Pelo contrário, a maioria das pessoas só se preocupa com o que pôr na mesa e o que comprar para oferecer.Em Portugal, devido à crise que atravessamos, este ano, haverá menos trocas de presentes. O consumismo vai baixar.
Quem sabe se isso não vai contribuir para um melhor convívio entre as famílias e uma maior aproximação a Deus, nosso Criador.

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Ao escurecer da tarde

Ao escurecer da tarde

 As estrelas cintilantes
O ACONCHEGO do luar
Sempre me fazem lembrar
Dos momentos alarmantes
Que ao Algarve vim passar.

Desta vez, foi por razões
Das quais me quero esquecer,
Só o ACONCHEGO aos montões
As fará querer reviver.

Ao escurecer da tarde

Era essa a hora marcada
Para a minha cirurgia
Porém, do quarto, a largada,
Foi no início do dia.

Só à 1h da manhã,
Minha cama ao quarto voltou
E então, quando ouvi: Mamã!
Tudo, mas tudo mudou.

E o ACONCHEGO começou
Logo ao início da tarde.

Beatriz de Bragança

(A minha netinha mais nova, cortou do canteiro que existe à entrada do prédio uma bela flor, para que eu colocasse na jarrinha da mesinha de cabeceira. Ora digam lá se isto não é ACONCHEGO?!!!...)

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

O aconchego


A minha neta Leonor
A minha neta Maria

Significa conforto,bem-estar,segurança,proteção...
Tal como uma célebre cantora brasileira-Elba Ramalho,cuja voz muito admiro, apetece-me dizer:« Estou de volta pr'ó meu aconchego,
Trazendo na mala bastante saudade...»
Uma tromboflebite, seguida de uma infeção urinária, puseram-me de rastos. Vivo muito longe da minha filha e netas, com quem já não estava desde o início de setembro.


Minha filha lembrou-se de me convidar para passar um mês  em casa dela, mas achou que eu deveria ser cá operada, porque depois é que mais precisaria de alguém. E então « Estou de volta pr'ó meu aconchego». Não me deixa fazer nada, traz-me as refeições ao quarto( por vezes as minhas preferidas) e coloca-me a pomada nas duas pernas, que parece que foram atingidas por uma rajada de metralhadora, desde a barriga da perna até ao cimo da coxa. Felizmente tudo correu muito bem.
Cá estou a matar saudades, a reviver o passado- quando estudo com a minha neta mais velha ou brinco com as duas. Fazem teatrinhos para nos animar, enfim, é uma felicidade só.
Também, tal como diz Clarice Lispector: Todos os dias, quando acordo, vou correndo tirar a poeira da palavra Amor. Estou aqui muito confortavelmente instalada. Vivo uma constante sensação de bem-estar. Sinto-me segura e protegida e, melhor do que tudo, muito bem acompanhada.

domingo, 25 de novembro de 2012

EXTRATO DE POEMA: MISERÁVEL

Se não cansar você,
Se ocupe em reparar
O olhar do miserável.

É um palco despido
De qualquer CENÁRIO
Tanto NECESSÁRIO
P'ra vida brilhar.

Embora a comida,
Vizinha e fornida,
Exceda nas bocas
Dos homens de bem,
Não há um que estenda
Um grão de merenda
À fila imensa
Dos que nada tem


 Abel Puro (2003)

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

A Abundância: Pensamentos

« A abundância pode causar mais males do que a escassez».

« Quanto mais abundante está, menos valor se dá».

« Da abundância nasce a preguiça».

« A abundância faz o muito parecer pouco».

« Abundância cria arrogância».

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

A abundância

Além de outros significados,pode querer dizer: fortuna, fausto,luxo.Estes 3 nomes são aplicados, neste momento, a cerca de 3 (?) centenas de pessoas, a saber: os 3 ex-presidentes da república, o atual, o primeiro ministro, todos os outros ministros e secretários de Estado, os deputados e outros quejandos. Mas para estes viverem assim(com almoços opíparos na Assembleia), 9 milhões e 700.000 portugueses vivem muito mal, alguns abaixo do limiar da pobreza, com reformas(conheço eu) de 47 euros/mês.
Não consigo deixar de me revoltar, pois,quando é preciso cortar na despesa, ninguém pensa nestes senhores feudais.O Partido Socialista, aliás acaba de renovar a sua frota automóvel, adquirindo só carros topo de gama, gastando 3.700 euros/mês.Não acredito que nenhum deles, com o que recebe, não consiga comprar, sequer, um Renault Clio.Uma figurinha do PS achou que isso o diminuía- andar de Clio.Para ele, é o hábito que faz o monge.Será que o Renault Clio merece ser comprado por ele?!!!...
Depois tiram os subsídios de férias e de Natal a todos, enquanto na Assembleia da República, os deputados votam e vencem a manutenção dos seus subsídios. Sempre ouvi dizer que « o Sol, quando nasce, é para todos», mas, em Portugal, isso não acontece. Uns vivem na abundância, outros, na pobreza.Já nem há classe média. Há que contar muito bem, dia a dia, cada cêntimo, para ver se chega até ao fim do mês.E vem o FMI, e vem a TROIKA, e dizem que está tudo muito bem, pois os seus vencimentos e subsídios também são intocáveis,ou então são ROBOTS insensíveis: faz-se o que é preciso fazer, passando por cima de tudo e de quase todos.De certeza que nunca se detiveram a pensar em como é importante a reflexão sobre qualquer face da VERDADE, logo no primeiro contacto com o dia que Deus lhes concede para viver.
Leiloem todos os carros, que voltem aos seus antigos lugares as secretárias e motoristas dos três ex-presidentes da República (abro sempre um parêntesis ao senhor General Ramalho Eanes, porque ele é diferente, para melhor, dos outros). Tirem os subsídios de férias e de Natal a todos os políticos, sem exceção e, a percentagem que retirarem aos trabalhadores e pensionistas, retirem-lha também.Só mais uma sugestão: comparem as contas bancárias de todos os políticos antes de o serem, com a conta atual.Façam contas e retirem o que tiver sido ganho ilícito.Já dava para abater ,e muito, à dívida contraída.
Onde está a EQUIDADE?Onde?!!!...(IR)RESPONSÁVEIS pelo país e, alguns políticos, pela própria dívida.
A Ministra da Justiça afirmou que ninguém estava acima da lei e que a imunidade ía acabar.Estamos à espera ,Senhora Ministra.
Onde está a EQUIDADE,senhores políticos?!!!...
VÃO PROCURÁ-LA.

terça-feira, 20 de novembro de 2012

Poema: Amanhecer

              Amanhecer

Levanta a cortina dos teus olhos
Contempla a maravilha do amanhecer
A vida é uma criança,esperta,bonita, inteligente
Passa correndo,é preciso ver
Acredita, enquanto há tempo:
não existe dor sem alento
nem tristeza tão longe da alegria
quando a luz de cada dia,
acende a vida,
iluminando o amanhecer
Não vacila toma posse
da imensa alegria de viver

IvoneBoechat

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

O amanhecer

Tanto se fala no pôr do sol e poucos se lembram do amanhecer.
É dos momentos mais belos do dia, sobretudo no campo.Os primeiros raios de sol, penetrando através das árvores, lembram-me uma Aparição Celeste. Não é, mas substitui-se por um PRESENTE, que é um novo dia. As gotas de orvalho deslizam calmamente sobre as folhas para, de repente, tombarem no chão, que humedecem. Por vezes, ele agradece, pois é a única forma de lhe tirar a sede.Às vezes, como diz o Padre Nobre «uma gota de orvalho cai na madrugada, instala-se numa  pétala de rosa e, com os primeiros raios de sol, toma a aparência de um diamante».
A temperatura vai aumentando, o dia clareando e é um fulgor: outra oportunidade, outra oferta divina, outras surpresas.Somos confrontados com a beleza das flores (principalmente as que desabrocham) e com a profusão de cores.
Sei, que neste momento, até o TURISMO está já também a aproveitar a beleza que existe em cada amanhecer.
E devemos começar o dia felizes. Isso levar-nos-à a vivê-lo melhor.

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

A Amizade: Pensamento

Cada novo amigo
que ganhamos no decorrer da vida
  aperfeiçoa-nos e enriquece-nos,
       não tanto pelo que nos dá,
         mas pelo que nos revela
                de nós mesmos.


   Miguel de Unamuno

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

A Amizade

Do latim amicitia, provém esta palavra Amizade que,quando verdadeira, significa afeição por uma pessoa e, segundo os eruditos,é « o amor de benevolência retribuído(...) que desconhece em absoluto o egoísmo». Alves de Oliveira diz que « são, pois, elementos essenciais da verdadeira Amizade,a generosidade e o desinteresse num clima de retribuição desinteressada e generosa».
« Entre os Gregos, a Amizade que se funda no bem e na virtude é a mais perfeita.(...). A Amizade leva à comunidade de vida, trazendo consigo a igualdade social e uniformidade de sentimentos».
Que pena! Os nossos políticos não estudaram a civilização grega que,( na década de 50 e 60, pelo menos) fazia parte do programa da disciplina de História. É que todos,mesmo todos,sem exceção,esqueceream o que então aprenderam.Ou não lhes convém lembrar... Pois, esse feudo constituído por todos eles, tem uma memória muitíssimo curta, tanto assim que agora dizem uma coisa, para, passado pouco tempo, dizerem outra.E, no que se refere a igualdade social, só pensam: para que te quero? Estes senhores feudais do séculoXXI possuem todas as regalias e o povo,algum, já passa fome. São verdadeiros robots, sem nenhuma espécie de sentimentos. Só ganância!... Nenhum político quer perder as suas regalias, mas, se possível,aumentá-las. Vão ao bolso do Povo e continuam a viver faustosamente. E ainda dizem que não sabem por onde cortar na despesa!!!...Isto seria hilário,se não fosse dramático e, até trágico (quando temos conhecimento de que alguém foi encontrado morto em casa,por nada ter para comer!).
Isto revolta, sobretudo para quem, ao longo da vida, conseguiu sobreviver psicologicamente sã, graças às amigas verdadeiras que a rodearam. Cícero chamou à Amizade « o sol da vida». « Todos os bens são caducos, só a Amizade é perdurável. Só quem experimentou e, felizmente, ainda vive a Amizade verdadeira, sabe o que ela representa: a harmonia, a estabilidade e a constância».
Que bom é ter quem nos ouça, console, estimule e aconselhe nas horas de aflição, que, por vezes, são muitas e intermináveis. «Nada existe tão humanamente grande e perdurável como a verdadeira  Amizade».
Obrigada, minhas amigas verdadeiras, por me terdes acompanhado durante décadas e me terdes mantido, ainda que às vezes «morta por dentro, mas de pé, como as árvores.
Jean de la Fontaine disse: Como é doce ter um verdadeiro amigo! Ele procura o que vos falta, lá no vosso coração, poupando-nos a confusão de lho revelardes por vós próprios.

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Saudade...mas quanta beleza!!!...




 Imagem  da net
 Que saudades eu sinto desta flor,
Que vai murchar!
E desta gota de água e de esplendor,
Um pequenino mundo que é só mar.
E desta imagem que por mim passou
Misteriosamente.
E desta folha pálida e tremente
Que tombou...
Da voz do vento que me deixa mudo,
E deste meu espanto de criança.
Que saudades de tudo eu sinto, porque tudo
É feito de lembrança...

Teixeira de Pascoais

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Saudade

Imagem do Google
É.  um sentimento, uma lembrança triste, mas, ao mesmo tempo , uma esperança dinamizadora. Muitos poetas a imortalizaram: uns de uma maneira mais vaga, outros mais subtil e ainda outros de uma forma mais complexa.
Quando a sentimos pela distância a que estamos em relação a quem bem queremos, há aquela esperança que nos dá a força para continuarmos e aguardarmos pelo reencontro.
Em outras situações, é bem mais difícil de suportar: um ente querido que parte, alguém verdadeiramente insubstituível, deixa uma lacuna impossível de se preencher!E então, vem aquela saudade!
 Sabemos que ninguém é eterno,mas custa tanto aceitar uma separação definitiva!
 Um amor filial, cheio de bons momentos, que recordamos a todas as horas, ora com um sorriso, ora com uma lágrima que sempre, teimosamente, nos mostra a força que tem sobre nós! A separação Mãe/filha deve ser das mais dolorosas! Quanta saudade!
Porém, a Esperança permanece: um dia, tornaremos a ver-nos, quem sabe?!
É um termo bem nosso, bem português e difícil de traduzir para outras línguas,embora os outros povos também a sintam. Somos feitos de corpo e alma, temos um sentimento de afeição, que se prende aos que vivem mais perto de nós. Quando eles se afastam,como estávamos apegados à sua presença, choramos a ausência. Mas nunca por nunca devemos desanimar.
 Haja Fé!

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

ATRACÇÕES

Alguns leitores dizem-me que, o que publico, é intemporal, e pedem-me que reedite o que coloquei no início do Blogue.
Aproveitando a sugestão, aí vai a primeira publicação.
Não consigo colocar a data de hoje, pelo que peço desculpa.

Imagem do Google
Reeditada em 16 de agosto de 2016