Seguidores

domingo, 25 de novembro de 2012

EXTRATO DE POEMA: MISERÁVEL

Se não cansar você,
Se ocupe em reparar
O olhar do miserável.

É um palco despido
De qualquer CENÁRIO
Tanto NECESSÁRIO
P'ra vida brilhar.

Embora a comida,
Vizinha e fornida,
Exceda nas bocas
Dos homens de bem,
Não há um que estenda
Um grão de merenda
À fila imensa
Dos que nada tem


 Abel Puro (2003)

10 comentários:

Anne Lieri disse...

Beatriz,mas que comovente e verdadeira esta poesia!Beijos e meu carinho,

Leninha disse...

Minha querida Beatriz,

Pouca gente tem a magnanimidade de compartilhar o que tem com os desprovidos de tudo...e a fila sempre aumenta.

Bjssssss,
Leninha

Beatriz Bragança disse...

Querida Anne:
A poesia é de um autor brasileiro,mas parace-me que,há uns tempos, mudou o pseudónimo.Ainda bem que gostou.
Beijinhos da
Beatriz

Beatriz Bragança disse...

Querida Leninha:
o pior de tudo é que está coberta de razão.E então em Portugal,nem se fala.
Beijinhos da
Beatriz

Ani Braga disse...

Bom dia Bia


Lindo poema...
Infelizmente as pessoas pensam só em si mesmas, não olhando a possível desgraça de ninguém.

Beijos
Ani

Beatriz Bragança disse...

Querida Ani:
Estou-lhe muito grata por ser uma das minhas seguidoras. É sinal de que gostou do meu blog e das minhas postagens.
Continuação de uma boa semana.
Beijinhos da
Beatriz.

Gracita disse...

Oi amada Beatriz
Vim agradecer seu carinho e suas palavras sempre amáveis.
E claro me deleitar com este poema de uma verdade contundente.
Gostaria de me redimir da indelicadeza de não estar sempre aqui, mas neste final de ano as tarefas se cumulam na escola e a gente quase enlouquece. É muito exaustivo. Deixo meu abraço carinhoso e desejo uma ótima sexta feira.
Beijinhos da nova amiga
Gracita

lis disse...

Forte e oportuno o tema que escolhestes , uma realidade que não gostaríamos de presenciar mas que está presente por onde andarmos,
Obrigada pela simpatia nos comentários e por compartilhar sentimentos em forma de versos,
deixo abraços Beatriz ,desejando lindo fim de semana

Beatriz Bragança disse...

Querida Gracita:
Sei muito bem o que isso é.Durante mais de 40 anos dei aulas a vários niveis de ensino,incluindo colegas do 1º ciclo que queriam ingressar na Universidade,para mais facilmente progredirem na carreira.Dei aulas no público e no privado.Enfim coisas que só se podem fazer quando se é jovem.Agora não aguentaria.
Muitos beijinhos da
Beatriz

M. disse...

Minha querida,
e quem mais recebe é quem já tem tudo e não precisa!
Um beijinho