Seguidores

sábado, 30 de março de 2013

À MINHA NETA MARIA

A minha neta Maria
É frágil, como um cristal
Enérgica, noite e dia,
Mas não se portando mal.

Gosta muito d'Avozinha
Que não foi quem a criou
P'ra mim é uma ternurinha
Mas ninguém se lamentou.

Falamos todos os dias
E ela não quer desligar.
Pergunta-me: Aonde ias?
Por eu não querer mais falar.

É um doce de menina
A querer ensinar-me inglês
Apesar de pequenina
'Inda não entrou nos porquês.

Só espero que o porvir
Traga do bom, do melhor
Pois Maria faz sentir
Serenidade e Amor.

7 comentários:

Marte disse...

Ela é uma delícia de criança. Tem tanto de energia como de ternura. Oxalá a vida lhe retribua o sorriso que ela traz sempre nos lábios.
Lindo poema!

Anne Lieri disse...

Muito linda Maria!Parabéns por sua doce netinha e a poesia ficou um encanto como ela deve ser!bjs,

Mara disse...

Olá Beatriz!
Sua netinha é linda e sua poesia cheia de ternura, parabéns!
Beijo e um ótimo dia.

Humberto Maranduva disse...

Avó babada!

A Maria, sim! É um poema encantador!

Prabéns!

(ZÉ) MANUEL

Toninho disse...

Uma torrente de ternura e encantos nesta graciosa menina Maria, que por certo o Deus iluminará para os caminhos floridos e sucedidos da vida.O nome já é a inspiração do Criador.

Lindo este carinho em poesia.
Carinhoso abraço amiga que vá até à Maria.
Bjo de paz e luz amiga.

M. disse...

Querida Beatriz, a Maria é um amor, tão linda!!!
Estou a "repescar" os seus posts antigos, porque não tem publicado nada novo!
Beijinhos :)

Eu e minhas plantinhas /Simone Felic disse...

Olá Beatriz
Que garotinha mais linda, dá vontade de dar uma mordida nesta bochecha, agora ela deve estar entrando na adolescência né?
Bjs


http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/