Seguidores

terça-feira, 14 de maio de 2013

Sinfonias-Tu e Eu





A minha grande amiga Manuela Barroso disse:

 
Os dias que constam
das tuas memórias
não são só saudades
são também verdades
que vão e que vêm
para nos saudar
como as ondas do mar.

Esquece passados
são minutos queimados
renascerão um dia
em primaveras floridas
no húmus da cinza
que é a nossa vida.
 

  Eu continuei:


Esquecer passados
É algo difícil,
Pois renascem sempre,
Vêm à superfície,
Numa primavera
Ou noutra estação.

 Mas a nossa vida,
Não será só cinza
Isso é o começo
E o fim também,
Mas há o PRESENTE,
Em que sou alguém.

 E esse PRESENTE
Chega, quem diria?!
Do nascer do sol
'Té ao fim do dia
Com raios brilhando
Em gotas d'orvalho.

 Com aves cantando
E núvens passando
Levadas p'lo vento
Sob um céu azul
Regatos correndo
De águas cristalinas

 E tanques com água
Onde vivem peixes.
Em cima,ramadas
De lindas glicínias
Umas todas brancas
E outras, lilases.

 E os seus olores
São inebriantes
Bem como o das rosas
E o dos jasmins
Junto a lindos campos
De belas papoilas.

 Também mal-me-queres
Giestas na encosta
Enfeitam veredas
De que a gente gosta
E ao pôr-do-sol
Que belas, as cores!

 Vão-se confundindo
Com outros cantares
Agora são grilos
E também cigarras
E as pintinhas verdes,
São dos pirilampos.

 Que belos os campos!
Da nossa infância
Sempre há sinfonia,
Aromas, encantos
E esse PRESENTE
Que é CADA DIA.

Beatriz Bragança

14 comentários:

Anne Lieri disse...

Beatriz,como ficou maravilhoso esse dueto!Poesia terna e de grandes recordações!bjs as duas queridas,

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Estou aqui maravilhada, com a composição lírica dessas duas formidáveis poetisas...Um encanto!
Bravo!
Abrços, à Manuela e à Beatriz,
da Lúcia

Gracita disse...

Oi querida!
Esse dueto ficou perfeito. Você e Manu só poderia resultar nesta exuberância de nuances poéticas com requintes de beleza e expressão literária. Parabéns pra vocês minhas queridas.
Beijos com carinho
Gracita

Benó disse...

Parabéns ao dueto poético. Ficou ótimo o poema. Beatriz, obrigada pela sua visita ao Jardim e agradeço também os seus ensinamentos. Já tinha querido agradecer mas não encontrara como. Assim com a sua indicação deste blogue tornou-se mais fácil. Mais uma vez, grata pela ajuda.

Humberto Maranduva disse...

Muito poético, muito bonito.

Em todo o caso, e não obstante possa ter recordado também todas aquelas belas imagens a que a Beatriz alude (e como revi toda aquela sequência de pueris e bucólicos momentos da nossa infância, minha irmâ), penso que vai sendo tempo de guardar o melhor e eliminar o pior, porque a vida é devir, e o passado só deve servir, empiricamente, no sentido de um certo pragmatismo actuante.

✿ chica disse...

Excelente e inspiradíssimo dueto de amigas! Lindo!beijos às duas! chica

Nilson Barcelli disse...

Dois grandes poemas, que ficam bem de mãos dadas...
Gostei muito de ambos, excelentes.
Minha querida amiga Beatriz, tem uma boa semana.
Beijo.

Silenciosamente ouvindo... disse...

Que bonita essa vossa amizade
que dá para uma poesia enlaçada.
Parabéns a ambas.
E beijinhos também a ambas.
Irene Alves

Franciete Filipe disse...

Olá querida, linda esta sinfonia de palavras rimadas e por mim são elogiadas, adorei... a vida é assim, tal e qual a Primavera que renasce todos os anos trazendo lindas flores.
Obrigada amor pelas suas palavras de conforto, isto é uma maneira de deixar que os dias passem sem que deles possamos sentir o abandono.

Um dia fui Primavera
pelos campos florida
agora sou o outono
vou chegando ao fim da vida.

Tenha uma linda semana cheia de luz e paz, beijinho.

Toninho disse...

A coisa mais bela é quando há sintonia na poesia, e voce com a querida Manuela deram um show.
Belissimo trabalho que só posso aplaudir.
Parabens a voces amigas que admiro.
Meu abraço com carinho.
Beijo.
Uma linda semana de paz e luz em cada dia.

Luma Rosa disse...

Oi, Beatriz!!
Que beleza ficou esse dueto!
Na hora da saudade, chega o passado na melhor forma que lembramos. Chega em sintonia com o que estamos vivendo no presente. Se estamos melancólico, a saudade nos faz chorar; se estamos felizes, a saudade chega para acrescentar mais alegria. Chegam como verdades - como base para o nosso presente. Somos a soma dos nossos sentimentos, passado e presente!!
Boa semana!!
Beijus,

manuela barroso disse...

Minha querida amiga de há tantos anos,

Fechaste bem dentro de ti
esse tesouro escondido
quando ao passar por aqui
vi como tinhas respondido.

Em breve te darei resposta mas antes, deixa que te agradeça o carinho de sempre e te louve por seres o ser humano autêntico que és realmente.
Aquele abraço Beatriz

Tamara disse...

Yo me empiezo a preguntar, donde encontrar a Manuela Barroso jejeje no deja de inspirarte. Un besazo.

M. disse...

Querida Beatriz, mais um poema maravilhoso com o condão de nos fazer reflectir!
Beijinhos, boa semana :)