Seguidores

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

APELO

Imagem do Google


Ouve-me!
Pelo menos desta vez,
Em que a brisa está teimosa,
E tudo abana em redor.

Ai!
Que se o seu movimento
Acabasse o teu tormento,
Eu prometia-te a Lua!

Acredita,
Ela iluminaria
O teu interior florido,
Um bom porto, onde me abrigo.

Vês?!
É outono, e quem diria,                               
Que estas folhas rendilhadas,
Constantemente abanadas

Nos juntam!!!
Levam daqui para aí
As minhas fragilidades
À mistura com saudades;

E trazem
Um sabor a maresia,
O som de uma melodia,
Que esse teu sentir me dá.

Acorda!
A Luz sorri para nós.
Aperta bem estes laços
E sente só meus abraços.

29 comentários:

Humberto Maranduva disse...

A brisa ou o redemoinho da ventania desabrida; o mar plácido ou as vagas revoltas do tormento; o suave beijo do sol matinal ou o escaldante dardejar do astro-rei dilacerante; a palidez enternecida do puro luar nocturno ou a decepcionante escuridão de uma lua oculta se mesclam no esperançoso desejo de uma relação de objecto atribulada pela indefinição esboçada pela oscilação, pelo vai-vem pendular de um sempre renovado grito de infinito que os presentes versos procuram às escâncaras esconder.
Um beijo apaziguador

Prof. Ms. João Paulo de Oliveira disse...

Prezada Beatriz Bragança.
Peço-vos escusas por não ser comentador ou, como dizemos aqui, comentarista habitual, mas fiquei enternecido com este poema de tua lavra.
Tu és uma poetisa, como diriam meus amados ex-regidos:
"mó legal", "da hora", "gente fina" e eu acrescento:
supimpa!
Caloroso abraço. Saudações poéticas.
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

Vanessa disse...

Oiii, muito obrigada pela sua visita!! Adorei o seu cantinho e adorei o poema, cheio de leveza e reflexão. Já estou seguindo aqui!!
Tenha um excelente fim de semana!

Luma Rosa disse...

Oi, Beatriz!!
Quem poderá não atender a esse apelo em um cenário tão espetacular?
Amar é isso, desejar abraçar sem sufocar "Porque quando vira nó, já deixou de ser laço" (Mário Quintana).
Beijus no coração!!
Bom fim de semana!!

Larissa Santos disse...

Permita-me que lhe deseje um feliz fim de semana. Sempre a considerá-la.

Hoje, um pequeno texto:[ Enquanto deslumbrava o meu imaginário, naquele banco, agora vazio.]

Bjos
Uma noite feliz

lis disse...

Oi linda Beatriz
Gosto de ler suas 'divagações' sempre coloridas, diante de um jardim.
Deixando um abraço e agradecida pela atenção e carinho.
:))

lua singular disse...

Oi poetisa,
Você escreve poesias como ninguém
Linda demais
Escreva mais
Beijos
Lua Singular

M. disse...

Querida Beatriz, tão lindo, doce e terno este seu poema!!!
Um beijinho e boa semana :)

lua singular disse...

Oi querida,
Não vim antes, pois fui ao médico a 115km da minha cidade e cansada adormeci.
Amanhã coloco uma poesia
Beijos
Lua Singular

Ricardo- águialivre disse...

Muito bonito este poema. Deliciei-me a ler
.
Cumprimentos e um abraço

✿ chica disse...

Que maravilha,Beatriz! Que bom ler tuas poesias sempre bem inspiradas! Linda semana! beijos, tuuuuuuuuuuuuuuuuuuuudo de bom,chica

Wellington Maia disse...

Olá querida amiga Beatriz,

Que lindo poema, é um belo apelo muito bem inspirado.

Abraços
Wellington Maia

Mariazita disse...

Querida Beatriz
O que dizer deste poema?
Que me encantou? É verdade.
A sua poesia é tão... poética :)))
Duma leveza, e ao mesmo tempo, profundidade, que nos dá vontade de ler uma e outra vez.
É o que faço, normalmente...

RE - Mais uma vez tenho que agradecer os seus comentários aos meus vários posts. Há sempre uma palavra gentil, um elogio... que fazem muito bem ao meu ego.
A sua sugestão para republicar "O poço e a pedra" não é má de todo...
Por norma não gosto muito de me repetir, mas neste caso até não é mal lembrado. Naquela altura, início do blog (tinha começado no mês anterior, já lá vão 9, quase 10 anos...) tinha poucos comentadores...
Vou pensar nisso.
Querida, eu não tenho o seu email. Se quiser dar-mo... é mais fácil fazer-lhe chegar a informação das minhas postagens. Pode, se quiser, enviar-mo para - maria.caiano@gmail.com

Publiquei no dia 1. Se quiser ir ver... penso que vai gostar.
Tudo de bom para si e sua família.

Votos de uma boa semana.
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Olá Beatriz,mil desculpas por não vir antes comentar,mas não recebo as suas atualizações.
Amei o poema com doces palavras.
Bjs e obrigada pela visita.
Carmen Lúcia.

Maria Rodrigues disse...

Um apelo feito melodia, sentimento e poesia.
Maravilhoso!!!
Beijinhos
Maria de
Divagar Sobre Tudo um Pouco

lua singular disse...

Oi Beatriz
Um apelo lindo!
Pena que nada e nem ninguém ouve nossos apelos.
Uma linda noite
Beijos
Lua Singular

Pérola disse...

Sentires cristalinos que pedem e se oferecem.

Beijo

Ricardo- águialivre disse...

Boa noite. Esperando um novo tema
.
Deixando um abraço

Reflexos Espelhando Espalhando Amig disse...

Beatriz bom dia.
Que linda sua poesia.
Essência verdadeira.
Ja seguindo aqui aguardo
sua visita no Espelhando.
Bjins
CatiahoAlc.

Acordar Sonhando . SOL da Esteva disse...

Poema de Amor com muita sensibilidade. O que se sente é partilha de muita intimidade.
Parabéns, Amiga.

Beijo
SOL

Gil António disse...

Pura harmonia e doçura num grau de sensibilidade ímpar. Lindo de ler.
.
Tema de hoje
Margens de sedução de branca espuma
.
Deixando um abraço humilde e poético.
Bom dia . Domingo feliz
.

Rita Sperchi disse...

Passando para deixar um abraço de
agradecimento,desejar boas festas com
muita paz e sabedoria,são meus votos pra vc
e toda família.....🌷

Abraços com carinho!

└──●► *Rita!!

lua singular disse...

Oi querida Beatriz
Obrigada pelas suas lindas palavras. Aqui também as crianças mandavam carta para o correio, mas não deu muito certo: as crianças hoje já não são mais crianças.
Eu tirei uma cartinha que o menino queria uma bicicleta da das mais caras. Pode?
Perdeu-se no tempo o sentido de ser criança ingênua. Ele esperou e não ganhou.
Beijos
Lua Singular

Mariazita disse...

Minha querida Beatriz
A minha visita de hoje tem apenas como finalidade desejar BOAS FESTAS.
E, para isso, nada melhor do que fazer-me acompanhar de Mahatma Gandhi (Mahatma – “A grande Alma”), e suas sábias palavras:

“Se eu pudesse deixar algum presente a você, deixaria aceso o sentimento de amar a vida dos seres humanos.
A consciência de aprender tudo o que foi ensinado pelo tempo afora.
Lembraria os erros que foram cometidos para que não mais se repetissem.
A capacidade de escolher novos rumos.
Deixaria para você, se pudesse, o respeito àquilo que é indispensável:
Além do pão, o trabalho.
Além do trabalho, a acção.
E, quando tudo mais faltasse, um segredo:
O de buscar no interior de si mesmo a resposta e a força para encontrar a saída."
(Gandhi)

UM SANTO E FELIZ NATAL!

Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

Existe Sempre Um Lugar disse...

Votos de Feliz Natal,
AG

Anajá Schmitz disse...

Linda poesia, parabéns!
Quero te desejar um feliz natal e novo ano cheio de alegrias pra ti e tua família.
Bjos

Maria Rodrigues disse...

Beatriz, hoje venho especialmente para lhe desejar um Feliz Natal e um Ano Novo repleto de saúde, alegria, paz e amor.
Beijinhos
Maria de
Divagar Sobre Tudo um Pouco

lua singular disse...

Oi Beatriz,
Que este ano cheio de alegrias.
Beijos
Lua Singular

Berço do Mundo disse...

Que esta doçura outonal se prolongue por todo o Inverno. Muito obrigada pela sua visita e amável comentário. É sempre uma alegria recebê-la na minha casa virtual.
Beijinho e um feliz Carnaval
Ruthia d'O Berço do Mundo