Seguidores

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

RECORDANDO

Imagem do Google
- Sabes que lembranças tenho do meu pai? (Esta pergunta era-me colocada imensas vezes.) E continuava:
- Sentada no seu colo, enfiava os meus dedinhos nos seus lindos caracóis e, com ele, brincava.
E prosseguia:
- O meu pai, enternecido, ficava horas a fio assim, comigo... E éramos tão felizes!!!

Comovida, eu, continuava a ouvi-la, embora este diálogo se repetisse, vezes sem conta, era eu muito menina e ela ainda jovem.
Agora, como eu a entendo!
Também tenho vontade de estar sempre a repetir como foram certas situações que, juntas, felizes vivemos.
Seu pai faleceu com uma terrível pneumonia, tinha ELA três anos de idade.
Três anos de idade!!!
Décadas depois, a saudade ainda imperava, embora as recordações fossem poucas.
Três anos de idade!!!

E continuava:
- Ele estava sempre bem disposto e sabia muito bem tocar violão. Na proa do seu barco, rio Douro abaixo, trazendo o vinho fino (vulgo - vinho do Porto) para as caves em Vila Nova de Gaia, tocava e cantava alegremente. E quando a frota dobrava aquela curva à esquerda, junto à foz do Tâmega, bem perto da nossa casa, a minha mãe dizia:
- Lá vai o vosso pai com mais um carregamento! Não tarda, passará uns belos dias connosco.

O frio do Alto Douro ( ou o intenso calor), a viagem na proa do barco, muitas saídas para os areais, onde juntas de bois das quintas ribeirinhas ajudavam a puxar a frota e a aliviar os remadores, tudo isso culminou na sua fulminante doença.

E eu, tenho a sensação de estar a «ver» aquela «bébé», no colo do seu pai, a entreter-se com os seus cabelos anelados.

27 comentários:

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, Como esquecer as coisas boas do passado? Se somos feitos de memórias.
O texto é encantador, linda homenagem ao seu pai, revela o seu nobre sentimento de amor aconchegado no seu coração para sempre.
Obrigado pela sua sempre simpática visita e comentário deixado na minha pagina, imagino a sua pouca disponibilidade, assim, quando for possível, visite-me, tenho uma nova publicação.
Feliz fim de semana,
AG

Cidália Ferreira disse...

Maravilhoso recordar! O que foi bom nunca devemos apagar da memória. Existem coisas que nos enchem o coração só e recordá-las. Amei o seu texto.

Beijinhos e uma boa noite de Domingo.
Excelente semana.

Ruthia disse...

Querida Bia, que saudades que tinha de a ler, de sentir emoções delicadas brotarem das suas palavras, de me emocionar com a sua simplicidade.
Muito obrigada por este momento, minha querida.
Beijinho
Ruthia d'O Berço do Mundo

M. disse...

Querida Beatriz, olhe que curioso: o pai da minha mãe também morreu quando ela tinha 3 anos.
Beijinhos :)

lua singular disse...

Oi Beatriz,
A dor da perda dilacera o coração. Eu perdi meu pai, depois de dez dias da morte da minha mãe. Dói até hoje.
Eu só perdi na vida, agora acho que vão me perder, pois já estou cansada de viver com tanta dor.
Você não quer participar da barganha?Se quiser faça um comentário na postagem: Vamos barganhar e reponderei o dia que vira uma postagem que farei para você
Beijos
Lua Singular

lua singular disse...

Oi, Beatriz
Queria deixar um presente para você, mas como não aceitou...
Beijinhos
Lua Singular

Toninho disse...

Estas recordações que vivem e fazem historias.
As perdas sempre serão uma lacuna em nossas vidas e alimentam estas lembranças que dizem muito de nós.
Uma boa semana querida Beatriz.
Bjs de paz.

Maria Rodrigues disse...

Beatriz, como eu gosto de recordar os meus tempos de infância, embora os meus paizinhos também já tenham falecido, ainda hoje, a ternura, amor e carinho que eles me davam, mantêm-se eternamente presente no meu coração e quando os recordo volto a viver esses momentos mágicos e especiais.
Sentido e maravilhoso texto!
Beijinhos
Maria de
Divagar Sobre Tudo um Pouco

Nequéren Reis disse...

Que maximo ótima recordação, obrigado pela visita.
Blog: https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Olá Beatriz,como é bom recordarmos o passado e essa sua história é muito comovente,eu perdi meus pais há muito tempo,mas a saudade fica para sempre.
Amiga,desculpa em não visitar seu blog,mas não aparece para mim as suas recentes publicações e também estive viajando no mês de Julho.
Bjs e aguardo uma visita sua em meu ínfimo espaço.
Carmen Lúcia.

Silenciosamente ouvindo... disse...

Não devia acontecer uma filha ficar sem pai com 3 anos.

Mas há tanta coisa que não devia acontecer e acontece.

A recordação fica sempre.

Bjs.

Irene Alves

Existe Sempre Um Lugar disse...

Bom dia, obrigado pela simpática visita e comentário deixado na minha pagina.
Votos de feliz fim de semana,
AG

FILOSOFANDO NA VIDA Profª Lourdes Duarte disse...

Boa tarde!
Seguindo seu blog, amei suas postagens, parabéns! vem conhecer os meus, se gostar siga, será um prazer.
Com desejo de muita paz, para que seu fim de semana seja abençoado, deixo esse lindo pensamento de Roupa Nova “A vida tem sons, que pra gente ouvir precisa aprender a começar de novo. É como tocar o mesmo violão e nele compor uma nova canção”.
Abraços da amiga Lourdes Duarte.

Nina Filipe disse...

Olá meu amor de amiga, as verdadeiras amizades denotam-se assim... mesmo que não nos vejamos, mas sempre aqui estamos, e você meu anjo tem sido esse ser com todas essas qualidades. Apesar de eu não aparecer em mensagem mas você nunca me esquece... quão maravilhoso é o SENHOR por me ter posto alguém tão especial na minha vida. É minha linda como eu me sinto feliz por estar em seu caminho... obrigada pelo carinho e que DEUS te proteja hoje e sempre beijinhos de luz e muita paz.

Maria Rodrigues disse...

Beatriz passei para desejar uma boa semana.
Beijinhos
Maria de
Divagar Sobre Tudo um Pouco

Existe Sempre Um Lugar disse...

Feliz fim de semana, são os meus votos.
AG

Nequéren Reis disse...

Que maximo sempre arrasando, obrigado pela visita.
Blog:https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

Zilani Célia disse...

OI BEATRIZ!
SÃO ESTAS RECORDAÇÕES QUE NOS CONECTAM COM NOSSO PASSADO E COM MOMENTOS COMO ESSES QUE SÃO SÓ NOSSOS.
MUITO LINDO AMIGA.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Silenciosamente ouvindo... disse...

Amiga, coloquei hoje um post no meu blogue em que
vos anuncio que possivelmente vou deixar de manter
activos os meus blogues.
Pode ser que seja apenas um interregno, neste
momento não tenho a resposta.
Tudo de bom para si.
Um bj.
Irene Alves

piteis da dinha disse...

Olá Beatriz, bt!
Estou passando p/agradecer os seus comentários carinhosos no meu blog e por compartilhar receita minha. Já fiquei seguindo seu blog esperando que seja o início de uma boa amizade.
Seu blog é lindo. Parabéns!
Bjssss e um maravilhoso domingo p/vcs é o que desejo

lua singular disse...

Oi Beatriz,
Passando para agradecer sua preocupação comigo.
Obrigada pelo carinho
Beijos
Lua Singular

dinapoetisadapaz disse...

Boa noite Beatriz, que doces lembranças do seu papai, que bonito ; são momentos lindos que não se apagam da memória.Lendo seu texto , voltei no tempo senti brotar os mimos do meu pai para comigo. Aplausos para o trabalho.
Saudações!

Toninho disse...

Uma semana linda para querida Beatriz.
Que a paz esteja no seu coração.
Bjs.

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Olá Beatriz,agradeço pelas visitas e comentários em meu blog.
Bjs e fique com Deus.
Carmen Lúcia.

Humberto Maranduva disse...

Interessante, mas também assaz nostálgica esta memória. A nossa subjectividade constrói-se a partir da intersubjectividade dos nossos vividos mais vívidos e ternos... para que seja possível integrar o presente, de forma airosa, no passado e podermos perspectivar, com sentido e esperança, o futuro. ~
Beijinhos.
O teu irmão,
Manel

Gracita disse...

Uma recordação nostálgica que a memória afetiva eternizou e você lindamente tão bem a expressou
Uma perda sempre deixa uma lacuna e a dor aos poucos se transforma em recordação
Uma maravilha te ler minha querida
Beijos e uma linda semana

Evanir disse...

Não é por falta de carinho,
que tenho ficado ausente do meu blog.
Estou sim com alguns motivos ,
que tem me inpedido de fazer visitas.
Mas jamais esquecerei a grandeza da nossa amizade,
Um Domingo abençoado.
Beijos,,Evanir.
Deixei na postagem
mimo sobre Outubro Rosa.
Fique a vontade desejar pegar..
Minha Querida Amiga ..
Espero de todo coração q estejas bem ,
contigo.