Seguidores

terça-feira, 4 de março de 2014

ABANDONO

Imagem do Google
Longe vão os tempos em que as famílias viviam em comunhão de várias gerações: avós,pais e filhos. Se a morada era na aldeia, havia um animal de estimação, que recebia alguns mimos,mas se portava dentro dos limites.
Passou-se de um extremo ao outro...
Actualmente, os mais velhos sao considerados fardos, que e preciso afastar. Os animais sao tratados principescamente ou então, principalmente no período de férias, abandonados à sua sorte!Quanto às crianças, sei de hotéis onde nem podem entrar!!!!!!

Há estudos que mostram quão benéfico é  o convívio entre crianças e avós, mas, assim mesmo, estes (em alguns casos) são deixados ao abandono. Desamparados, solitários, sofrem depressões, por não terem um sonho a perseguir, um objectivo pelo qual devam lutar. Alguns, (nao sei se diga mais afortunados...) foram enviados para lares, mas nunca recebem a visita dos familiares, outros são encontrados mortos...de fome !
Há crianças sem nenhum tipo de conforto, enquanto que gatos e cães saem à rua , por exemplo no inverno, cobertos com capas  luxuosas, entram em cafés e são bem servidos. Cá fora, crianças indigentes pedem esmola para comprar pão.

Estas diferenças horrorizam-me!
Não fazer caso destas situações, não lhes dar o cuidado devido, envergonha muita gente ou... devia envergonhar a quem de direito. São antagonismos ininteligíveis! As crianças, por serem incapazes de se sustentar e os mais velhos, pelo muito que já  deram, deveriam ser prioritários...
Até quando iremos ver uns e outras ao ABANDONO?!
Nos nossos dias, ABANDONO pode significar também, pôr de lado as tradições.  Alguns Feriados e Dias Santos deixaram de integrar a cultura do nosso píis.
É triste ver algo CESSAR!
Na sociedade, empresas há que abandonam os seus Projectos, quando o lucro não é o desejado; políticos abandonam as suas promessas eleitorais; Governos abandonam os seus Programas, seguindo o que lhes é  mais conveniente...
É um dominó!
Abandonam-se até VALORES seguidos durante séculos!...

«A indiferença é espinho, porém o ABANDONO é espada.»-Reinaldo Ribeiro

«O ABANDONO é tão traiçoeiro como a morte, porém a morte ainda é compreensível.»-Alison Santini.

«O ABANDONO é um estado de alma diante das atitudes de quem contávamos que estaria sempre ao nosso lado.»-JDCasteloBranco

76 comentários:

Anne Lieri disse...

Olá Beatriz! Um texto excelente com uma msg que sempre me comove! O abandono, seja de crianças,adultos ou animais me entristece demais tb! Não deveria ser assim!

Hoje tem uma poesia sua no meu blog. Se quiser ver deixo o link:

http://recantodosautores.blogspot.com.br/2014/03/baloico.html

bjs,

✿ chica disse...

Perfeito teu texto e infelizmente vemos acontecer ,cada vez mais esse abandono! Incrível mesmo!
Mas é assim, o q

✿ chica disse...

Continuando...

Mas é assim mesmo: o que plantarmos, colheremos.Não esquecer nunca disso! bjs, tudo de bom,chica

Pérola disse...

Tocas em feridas que sangram e não haverá plaquetas suficientes para as coagular.

São diferenças, indiferenças que de tão 'normais' deixam que os olhares nem vejam.

O Homem tem esta duplicidade onde tudo acontece, tudo é possivel.

A história não me faz acreditar numa melhor humanidade, infelizmente.

Beijinhos repletos de positivismo e amizade...porque a há.

Nilson Barcelli disse...

O capitalismo selvagem dá cabo da sociedade em geral.
E nós fazemos o resto...
Mas isto está mau mesmo. Não sei como, mas algo vai ter que mudar radicalmente.
Gostei do teu post e dou-te toda a razão.
Beatriz, tem uma boa semana.
Beijos.

Luconi Marcia Maria disse...

Vim da casinha da Anne para cá, e adorei os poucos textos que li, quisera ter tempo para ler mais, este último infelizmente nos fala da real crueldade da humanidade, há muito a humanidade perdeu o direito de assim ser chamada, o nome correto seria os DESUMANOS, sei que alguns se salvam, mas é uma minoria que não consegue ser impor,parabéns pelo grito de revolta, beijos

Nequéren Reis disse...

Amiga bom dia que texto maravilhoso hoje é que se ver mais é os filho abandonando pai, a mãe os filhos e por ai vai, belo dia amiga.
Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br
Canal de youtube: http://www.youtube.com/NekitaReis

Anne Lieri disse...

Querida Beatriz,vim agradecer as belas msgs que deixou em meus blogs e tb por me permitir sempre postar suas poesias por lá! bjs,

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Beatriz!

A este texto bem se poderia chamar "Inventário das maleitas sociais desta sociedade em que vivemos", de tão bem organizado que está, tocando nos aspectos essenciais.

Muita coisa mudou, é verdade, mas nem tudo para melhor: se nuns lados ganhámos, noutros perdemos.E entre ganhos e perdas quem mais perdeu foram os idosos, e a sociedade em geral.

E neste mundo de contrastes e injustiças, alguns atingem o surreal: como o de a alguém ser recusada a entrada no hospital, e no outro extremo termos cães instalados em hotéis de luxo e com direito a assistência psicológica, quando os bichos se sentem afectado pelo stress...Parece anedota, mas é verdade...

Belo texto!

Um abraço e boa semana.
Vitor

Mara disse...

Boa tarde Beatriz!
Excelente texto reflexivo, parabéns!

MARILENE DOMINGUES disse...

Boa tarde querida amiga Beatriz!
O seu texto é um grande alerta para as famílias principalmente,porque é ai que tudo começa no recinto de cada lar, que hoje tem mais desestrutura que outra coisa, alerta para que haja mais amor e humanidade perante nossas crianças e nossos velhos. O que vemos imperando ultimamente e o total desamor e a falta de Deus no coração do ser humano,isso nos deixa entristecidos e abatidos.Parabéns pelo texto desabafo gritado como alerta.
Beijos com muito carinho
Marilene

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, Beatriz!
Seu belo texto põe o dedo na ferida, a sociedade foi levada a perder o valor familiar, solidário, respeito e consideração, hoje o que importa ás maiorias das pessoas é o seu bem estar e o outros que se lixem, cada vez mais vai ser assim, nossos comportamentos é a consequência da educação que nos deram, os iluminados consideram a educação um custo e não um investimento, também sabemos que os encarregados de educação o que mais desejam é que os filhos estejam fechados no quarto a navegar pela net para que não se sintam incomodados, muito mais podia dizer daqueles que utilizam palavras sem sentimento, sorrisos e gestos automatizados, mas que não passam de uns sínicos que só querem o bem deles e que os outros se lixem.
Abraço
ag

Simone Felic disse...

É uma situação que ninguém quer passar , mas muitos fazem com seus pais,é dificil julgar ,
bjs
http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

Cidália Ferreira disse...

Boa noite Beatriz

Que texto soberbo! Esta é de facto a realidade do dia a dia...Em portugal penso que temos dois tipos de cidadãos; São os Ricos que estão cada vez mais ricos e os pobres, cada vez mais na miséria!!

É muito dificil ver um cãozinho ser levado num carrinho apropriado, sendo mimado como criança.... e ao virar da esquina está uma criança a pedir... Isso acontece/ aconteceu com gente daqui, vi com os meus olhos....numa feira semanal que se faz aqui.. Triste não é??? Todos têm direito à vida... mas está tudo mal coordenado/dividido..
Adorei o texto


Beijinhos e obrigada pelo seu carinho.

Nequéren Reis disse...

Amiga passando para ti deseja uma noite maravilhosa.
Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br
Canal de youtube: http://www.youtube.com/NekitaReis

Toninho disse...

Olá Beatriz venho lhe visitar após os festejos de carnaval e vejo aqui uma situação critica, que vivenciamos nos dias de hoje. Perdeu-se este elo da familia, salvo raras exceções.Eu tenho convivido com um senhor de 97 anos que os filhos não dão a minima para ele, mas que bem sabem o dia de sua aposentadoria, o que me indigna que não são filhos de idades jovens, são pessoas com mais de 50 anos, que certamente poderão experimentar do mesmo veneno.
Abandono é uma palavra que caracteriza as relações atuais para crianças, e idosos. Seu texto é a pura realidade e dói.
Um carinhoso abraço amiga e um belo fim de semana com todas as alegrias e paz.
Beijo de paz.

La Gata Coqueta disse...



Si alguna vez tus sueños se derrumban,
busca un poco de luz en tu ventana…
Prométete a ti mism@ un arco iris,
y vuelve a comenzar, cada mañana...

El día de mañana (que debían de ser todos)
está dedicado a todas las mujeres,
que con su manto de amor, trabajo y comprensión
cubren el globo terráqueo de fértiles espigas,
salpicadas por el rocío de la noche
y besadas por el aterciopelado sol del ocaso…

¡¡Con delicada ternura
feliz día para todas las mujeres!!

Atte.
María del Carmen




Silenciosamente ouvindo... disse...

Minha amiga comoveu-me muito este
seu texto. É realmente horrível
o comportamento de certas pessoas
para com os seus familiares, muitas
vezes os próprios pais.
Meus pais foram sempre visitados
por mim e a m/irmã e respectivos
maridos e filhos até ao fim das
suas vidas. Meu pai morreu no
Hospital e minha mãe morreu numa
noite de Natal, morte súbita,em
casa da minha irmã.
Sempre os respeitámos e cuidámos.
Eu não tenho filhos, portanto não
tenho que ter esperanças, até porque as m/sobrinhas estão na
Irlanda onde irei em Maio para
as visitar.
Sempre respeitei as pessoas de
idade e faz-me mesmo muito mal
ver(ou saber) o que é o abandono
de muitas pessoas que tanto deram
aos seus. Tempos estranhos estes
em que vivemos.
Amiga um grande beijinho
Irene Alves

Marlene disse...

Querida amiga Beatriz,muito triste constatar esta dura realidade
que a cada dia se torna mais presente no seio de muitas familias
verse o abANDONO E O DESCASO COM QUE UM SER (HUMANO) MUITAS VEZES TRATA UM FILHO UM PAI UMA MÃE,
É TRISTE MAS É UMA DURA E VERDADEIRA REALIDADE UM ABRAÇO QUERIDA AMIGA BJS MARLENE

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Lindo seu texto amiga Beatriz.
Eu cuidei muito dos meus pais e não me arrependo.
Mamãe quase no final da vida eu a cuidava como uma criança.
Assim é a vida,muitos filhos não tem essa preocupação com os pais,somente irão dar o valor quando perdê-los.
Bjs e um feliz dia Internacional da Mulher.
Carmen Lúcia.

Prof. Ms. João Paulo de Oliveira disse...

Cara confrade Beatriz de Bragança!
Meus outonais olhos ficaram em água ao ler seu irretocável artigo, que deixa patente como na contemporaneidade nossos entes queridos senis são considerados um fardo.
Que saudades do meu tempo de petiz, quando meus avós materno e paterno eram tratados com referência e, nunca, jamais, em tempo algum, considerados um fardo.
Caloroso abraço! Saudações inconformadas.
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Um ser vivente em busca do conhecimento

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Eis-me de volta, não abandonei ninguém, até porque estou de pleno acordo com o seu interessante e oportuno texto, querida Beatriz. Não sou muito de reclamar da "modernidade" mas, fico indignada com o que tenho presenciado, quando saio "arruando" pela cidade; na igreja, no ônibus, na praça...Quanta diferença do comportamento e costumes de tempos idos...Nossos avós foram tão bem tratados. Nem pensar em abandono!
Mudanças!!!!
Um beijo, amiga Beatriz,
da Lúcia (eu volto!).

Dorli Silva disse...

Oi Beatriz,
Enquanto somos jovens, perfeitos e atuantes todos paparicam. Cai numa cama enfermo que ninguém aparece.
A vida é assim mesmo e não tem outro jeito.
Infelizmente há vida pra quem atua.
Beijos
Lua Singular

Gracita disse...

Bom dia querida amiga Beatriz

Parabéns Mulher!
Por tua força com a qual enfrenta os problemas cotidianos sem perder a serenidade
Parabéns Mulher!
Por tua capacidade de ser doce mesmo enfrentando as duras lutas da tua caminhada
Parabéns Mulher!
Por tua disponibilidade em se doar ao próximo sem cobranças
Parabéns Mulher!
Por tua eficiência ao realizar com competência tua dupla jornada
Parabéns Mulher!
Pela sagacidade e perspicácia do teu olhar ao descobrir que os entes amados
não estão bem e oferecer o teu colo e o teu afago.
Parabéns Mulher!
Pela sua generosidade em entregar-se ao sentimentos de solidariedade e amor
Parabéns Mulher!
Por tua competência e profissionalismo
Parabéns Mulher!
Por cativares a todos que de ti se aproximam
Parabéns Mulher!
Por ser maravilhosamente MULHER.

Um "Feliz Dia da Mulher"

Gracita

Miguel disse...

A minha missão de hoje (nobre missão!) é apresentar parabéns e desejar um muito feliz DIA DA MULHER!
Um beijo especial pelo dia de hoje.
Miguel

Nilson Barcelli disse...

Beatriz, feliz dia da mulher.
Tem um bom fim de semana.
Beijo.

Zilani Célia disse...

OI BEATRIZ!
TEU TEXTO É INSTIGANTE, NÃO TEM COMO SÓ LÊ-LO E PASSAR ADIANTE SEM DAR UMA BOA PENSADA A RESPEITO.
TE DIGO QUE ADORO ANIMAIS E OS ACHO MERECEDORES DE TODO O NOSSO CUIDADO, SÓ QUE, NÃO OS USARMOS PARA SUBSTITUIR PESSOAS, COMO FALAS EM TEU TEXTO. PAIS NÃO DEVEM SER ABANDONADOS E SIM CUIDADOS E RESPEITADOS COMO COM SEUS FILHOS O FIZERAM, MAS, SEI QUE ESTÁ ACONTECENDO ISTO E DÁ MUITA INDIGNAÇÃO.
ASIM COMO TAMBÉM VEJO CASAIS QUE OPTAM PELO BICHINHO DE ESTIMAÇÃO AO INVÉS DO FILHO, QUE REQUER MUITO MAIS ATENÇÃO E DESPESA, MAS ESQUECEM-SE ELES, QUE NO FUTURO SERÃO, QUEM SABE, UM DESTES IDOSOS ABANDONADOS, POIS NÃO QUISERAM DAR-SE AO TRABALHO DE GERAR UM FILHO, CRIAR RAÍZES DE AMOR.
MUITO LEGAL TEU TEXTO.
ABRÇS

http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Ricardo- águialivre disse...

Abandonar os velhotes como se lixo se tratassem é dos piores exemplos que pode existir na vida humana. Intolerável...
Texto fantástico a merecer ser lido por todo o ser humano


Desejo um fim de semana muito feliz
******************************
http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

Márcia Rocha disse...

Hoje quero apenas desejar a você um Feliz dia Internacional da Mulher!!!
Beijos Márcia (Rio de Janeiro - Brasil)

http://decolherpracolher.blogspot.com

Luma Rosa disse...

Oi, Beatriz!
Que Era mais esquisita estamos vivendo, onde a valorização da "juventude ostentação" produz pessoas em série; fúteis e sem laços afetivos.
Não vamos procurar por culpados. Tudo começa dentro das casas de pessoas que absorvem com mais facilidade valores errados e repassam para os filhos. Muitos não querem nem filhos e preferem os animais de estimação. Enfim, onde iremos chegar?
Beijus,

Gracita disse...

Boa tarde minha querida amiga

Hoje vim numa missão especial atendendo um pedido do meu especial amigo Alberto. Ele deseja se tornar seu amigo aqui em sua maravilhosa casa. E claro eu disse-lhe para te fazer uma visita pois sei o quanto seu coração pleno de generosidade vai ficar feliz com esta visita. Ele ficou entusiasmado com comentário seu no meu blog e isto o motivou a querer conhecê-la e tornar-se seu amigo
Amada amiga vou deixar o link do blog do meu amigo http://albertocoutofilho.blogspot.com.br/
Desejo-lhe um domingo pleno de alegrias e felicidades
Beijos com meu carinho
Gracita

Arione Torres disse...

Oi amiga Beatriz, infelizmente a vida é assim. Abandono em si já é algo terrível.
Tenha uma ótima semana, beijos e boa tarde de domingo!
Feliz dia das mulheres(atrasado)!

ANALAICE disse...

É mesmo Beatriz, o mundo anda mesmo muito antagônico e carente de valores... O material prevalecendo ao moral. Muito triste estas coisas, mas creio que como tudo na vida é cíclico, um dia isso mudará e o amor prevalecerá sempre. Bjs e uma linda semana...

Chris Ferreira disse...

OI Beatriz, o convívio com os avós é de extrema importância. É muito benéfico esse convívio tanto pelo carinho, pelo amor, pela troca, quanto para a criança conhecer das suas origens.
Aqui não tem abandono, não. Ainda somos no estilo antigo.
Uma ótima semana pra vocês
beijos
Chris
Inventando com a Mamãe

Anne Lieri disse...

Querida Beatriz,passando para reler suas poesias e desejar uma semana bem legal pra vc! bjs,

✿ chica disse...

Beatriz, obrigadão pelo carinho e te desejo uma semana maravilhosa! bjs,chica

La Gata Coqueta disse...


Gocemos de las pequeñas cosas que la vida nos ofrece;
para encontrar la verdadera felicidad
no necesitamos ser ricos o poseer grandes bienes,
sólo necesitamos tener riqueza en el corazón
y llenarlo con cosas positivas.

Bendiciones en abundancia para ti
y para toda tu familia en esta bella
y esplendida semana que hoy comienza.


Un abrazo de felicidad para ver el horizonte
con la consabida ilusión y apertura de ilusiones.


Atte.
María Del Carmen




Ruthia disse...

Querida Beatriz, partilho a sua preocupação. O nosso país parece ter caído num abismo sem fim...
Acho também que o mal começa na família, se as crianças não são educadas a respeitar os idosos, não irão cuidar dos seus pais, vão olhar com desdém para os outros, porque são mais velhos, porque têm uma cor de pele diferente ou outro preconceito qualquer.
Só uma educação para e pelo amor, resulta. Mas será suficiente?
Beijinho, querida
Ruthia d'O Berço do Mundo

Nequéren Reis disse...



Amiga tenha uma semana maravilhosa
feliz dia das mulheres.
Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br
Canal de youtube: http://www.youtube.com/NekitaReis


Dorli disse...

Oi Beatriz
Passando para lhe desejar uma linda noite e um lindo amanhecer
Obrigada pelo carinho
Beijos
Lua Singular

Nequéren Reis disse...

Amiga que neste lindo dia tudo seja realizado na sua vida sucesso.Bom dia.
Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br
Canal de youtube: http://www.youtube.com/NekitaReis

Rebecca Rosenbaum disse...

hola Beatriz,
en esta semana de primavera te deseo unos días muy hermosos con mucho amor y sonrisas plenas

un fuerte abrazo^^

Vivian disse...

Olá, Beatriz!

Uma tristeza cada dia mais presente. Mas uma coisa é certa e concordo com a Chica, colhemos exatamente o que plantamos...quem nunca ensinou à seus filhos o amor, o respeito, não vai colher coisas boas...e esta também é uma realidade. Pais que relegam a educação de seus filhos a si mesmo, a televisão, etc...
O respeito deve ser ensinado. Quem respeita, ama, educa, recebe de volta.
Beijos!

Nequéren Reis disse...

Amiga tenha uma noite maravilhosa amei.
Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br
Canal de youtube: http://www.youtube.com/NekitaReis

Jamilly Maedolucas disse...

Muito triste o abandono, para mim família quanto maior melhor e mais feliz.
Obrigada pela sua visita no Mamães em Rede.

Beijos

Nequéren Reis disse...

Bom dia querida Deus abençoe esse lindo dia com muito sucesso.
Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br
Canal de youtube: http://www.youtube.com/NekitaReis

Tamara VN disse...

A mi también me avergüenza este mundo, no entiendo como es posible que olvidemos a nuestros mayores que nuestros niños no reciban una infancia feliz y que los animales que nos dan tanto sin esperar nada sean tan mal tratados. Un besazo.

Dorli disse...

Oi Beatriz,
Que bom que você gosta de Haicai.
Adorei seu carinho
Beijos
Lua Singular

✿ chica disse...

Beatriz, vim agradecer e desejar um lindo dia pra ti e teus! bjs,chica

Nilson Barcelli disse...

Beatriz, tem um bom resto de semana.
Um beijo.

Anne Lieri disse...

Beatriz,vim ver suas postagens e tb agradecer pela sua força no lançamento de meus livrinhos! Fico contente em ter as amigas me prestigiando sempre,obrigada pelo carinho! bjs,

Márcia Rocha disse...

Excelente texto... Adorei,mas infelizmente essa é uma realidade que cresce a cada dia.
E eu não me canso de te agradecer pelo carinho, e pelos seus comentários em meu Blog... Muuuuiiiiito Obrigada!!!
Beijos Márcia (Rio de Janeiro - Brasil)
 
http://decolherpracolher.blogspot.com

Dorli disse...

Oi Beatriz
Passando para lhe desejar um bom fim de semana
Beijos
Lua Singular

Dorli Silva disse...

Oi Beatriz,
Agora que fui no bloguinho e vi seus comentários.
Obrigada pelo carinho
Beijos
Mundo dos Inocentes

Nilson Barcelli disse...

Vim à procura de mais...
Beatriz, tem um bom fim de semana.
Beijo.

La Gata Coqueta disse...



Queda prohibido no intentar comprender a las personas,
pensar que sus vidas valen más que la tuya,
no saber que cada uno tiene su camino y su dicha.

Queda prohibido no crear tu historia,
no tener un momento para la gente que te necesita,
no comprender que lo que la vida te da, también te lo quita.

Queda prohibido no sonreír a los problemas.
Queda prohibido no buscar tu felicidad…
…yo la busco cada amanecer y me responde con una sonrisa.

¡¡Un cálido abrazo
y feliz fin de semana para ti!!

Atte.
María Del Carmen



Simone Felic disse...

Obrigado pelo carinho , tenha um belo fim de semana.
http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida Beatriz

Infelizmente uma realidade cada vez mais presente nos tempos que correm. Ninguém tem tempo para os outros.

Deixo um beijinho e desejo um feliz Domingo.

Sonhadora

Dorli disse...

Oi Beatriz,
Passando para agradecer seu carinho comigo e lhe desejar um bom fim de semana.
Beijos
Lua Singular

Miguel disse...

Boa noite, Beatriz
Aproveitando um tempinho livre lembrei-me de vir trazer um abraço e deparo-me com um texto tão actual, e que define tão bem a sociedade (triste e injusta) em que vivemos!
Este é um assunto em que todos deveríamos meditar profundamente, e fazer tudo que estiver ao nosso alcance para alterar a situação.

Desejo-lhe uma boa semana.
Um beijo do amigo
Miguel

Nequéren Reis disse...

Amiga tenha um final de semana abençoado e maravilhoso.
Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br
Canal de youtube: http://www.youtube.com/NekitaReis

Dorli disse...

Oi Beatriz, Vim agradecer os carinhos no meu blog. Nunca morei no campo. Moro numa pequena cidade cercada de canavial. Quero mudar daqui, morar numa cidade n'outro estado mais fresco, mas ele não quer.
Qualquer dia fujo.kkkkk
Beijos
Lua Singular

Dorli disse...

Oi Beatriz, Vim agradecer os carinhos no meu blog. Nunca morei no campo. Moro numa pequena cidade cercada de canavial. Quero mudar daqui, morar numa cidade n'outro estado mais fresco, mas ele não quer.
Qualquer dia fujo.kkkkk
Beijos
Lua Singular

Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

Subscrevo cada frase, Beatriz!
O mundo seria tão melhor se soubessemos integrar na sociedade em cada família todos os que acabam por dar as mãos, sabedoria e amor...

:)

Dorli Silva disse...

Oi Beatriz
Eu nunca olhei pra ver se meus dois blogs estavam na sua lista.
Eu postei agora pouco no Lua Singular e Mundo dos Inocentes.
Tinha saído para outros e para mim demorou. Ah! Esses blogs
Obrigada pelo carinho
Mundo dos Inocentes

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Oi Beatriz,obrigada sempre pela sua visita e comentários.
Bjs e um ótimo final de semana.
Carmen Lúcia.

Humberto Maranduva disse...

Minha querida

Infelizmento tudo se passa, nos nossos dias, em relação aos animais, exactamente como descreves, em detrimento, muitas vezes, dos seres humanos que nos são mais próximos.
Mas, sabes, o amor confere-se ( se é que este verbo se encaixa aqui) no âmbito das relações amorosas, ao outro; no âmbito da família, em contexto de vida domiciliária; ao próximo, no quadro das relações laborais, lúdicas, comunitárias ou de lazer.
Nesta conformidade, o amor deveria estar sempre presente na vida das pessoas, desde o berço e por aí fora. Mas, como vai estando cada vez menos, as pessoas vão se fechando na concha das suas neuroses de insegurança, de timidez, de orgulho, de egoísmo, que SÃO TUDO FORMAS DE DESAMOR, e o caminho mais fácil e infeliz, porque é efectivamente redutor, quer se queira quer não, acaba por ser o da adopção de um qualquer animalzinho de estimação - é que este nada pede em troca e tudo dá. VOILÁ!
Quanto ao resto já disseste tudo e, para bom entendedor, meia palavra basta.
Beijinhos

manuela barroso disse...

Uma verdadeira sinopse de estado de sitio, Beatriz! Quanto abandono que se ve, outro que se esconde, que nos escondem. E o conflito persiste' magoa, choca. Esbarramos perante a indiferenca de uma sociedade que de consumista passou a despesista. E os Grandes nao gostam de incomodos! Nao culpo os animais, eles tambem sujeitos a humanizacao forcada! Mas quantas criancas ao abandono, trocadas por seres de estimacao mais facilmente descartaveis! Pobres criaturas uns d outros! Tanto para dizer num assunto que nos transcende.
Nao fosses tu quem es e como es, para te saber sofredora com esta reflexao que nos deixas!
Terno abraco. Beijinho, Beatriz

Elvira Carvalho disse...

Bom dia Beatriz. Segui a indicação da Luma e ainda bem que o fiz porque o artigo é excelente. Um retrato bem real do tempo que vivemos.
Portugal é neste momento um país maioritariamente velho. Os jovens ou não conseguem emprego e procuram na emigração um futuro a que lhes roubaram o direito no país, ou têm emprego mas o que ganham é tão pouco que dificilmente chega para alimentar, cuidar e educar uma criança. Por outro lado as reformas são tão pequenas que tomara os idosos que lhes dessem para comer e cuidar da saúde que se faz mais ausente à medida que os anos aumentam, quanto mais para ajudar os filhos.
Assim as crianças nascem cada vez menos, e os idosos sobrevivem entre a solidão e as necessidades, à espera da morte muitas vezes como se fosse uma libertação.
Um abraço e parabéns pelo artigo.

Ana Paula disse...

Bom dia Beatriz! Vim através da Luma também e encontro aqui uma excelente reflexão através do teu texto e também dos comentários. Este acima, da Elvira uma forte e triste realidade.

Ainda hoje, li num artigo de jornal, sobre avós que se dispõem a cuidarem dos netos e são "monitorados" por câmeras pelos filhos pois devem fazer o que este determinam... Um absurdo.
Beijo!

Marineide Dan Ribeiro disse...

Maravilhoso este seu artigo!
Temos que refletir muito sobre este tema...
Parabéns!!!

Algumas blogueira disseram que tiveram dificuldades para encontrar meu link no perfil, por este motivo estou facilitando, deixando-o abaixo.

http://marciagrega.blogspot.com.br/2014/05/voce-tem-compulsao-por-compras.html

VITORNANI disse...

Oi, Beatriz!
Conheço pessoas que se desmancham em lágrimas quando encontram um gato ou cão abandonado nas ruas e os recolhem dando-lhes do melhor em suas casas. Porém, quando uma criança pobre ou mendigo bate à sua porta pedindo um prato de comida, são rechaçados sem pena. O animal pode ser recuperado e vendido, mas o ser humano pode criar afetividade, sentimento abominado por esse tipo de gente! Outro problema é a culpa de envelhecer. Fiz uma postagem sobre esse tema, quando os idosos se tornam invisíveis. Abraços!

Sissym Mascarenhas disse...



Beatriz,

Muito bom o seu texto.

Sinto muita falta de minha mãe, bem idosa, que mora sozinha muito longe de mim. Isso me dói o coração e não tenho meios de mudar. Mudar agora, quem sabe Deus me mostre uma soluçao.

Bjs

sonia a. mascaro disse...

Beatriz, encontrei o seu blog na minha amiga Luma. Muito importante e oportuno o seu texto e suas reflexões. Parabéns!

O envelhecimento é um tema muito significativo para mim. Escrevi um pequeno livro sobre a velhice, para a Coleção Primeiros Passos, da Editora Brasiliense.
Num blog antigo meu, agora desativado, você pode ler o primeiro e o oitavo capítulos.
Link:
O QUE É VELHICE.
Abraços.

M. disse...

Penso da mesma forma! O presente já é aterrador, nem quero pensar no futuro... A única solução que vejo é, para quem não concorda, dar o exemplo de forma bem vincada!
Beijinhos

francisco disse...

Cara Beatriz, agradeço a sua visita e as amáveis palavras deixadas em vários comentários do meu blogue Cais do Sul. A razão pela qual não respondo de imediato, e não respondo a todos os comentários, reside no facto de me dividir por vários blogues e, sobretudo, pelo Facebook, onde tenho milhares de fotografias sobre Lagos.
Assim, as publicações nos blogues assumem-se mais como declarações do que como propostas de diálogo, ficando esse desígnio para a rede social, um meio mais interactivo e imediato do que a blogosfera.
Aqui deixo a indicação dos meus outros blogues.
Saúde.
F.Castelo

http://claustrofobias.blogspot.pt/

http://poemasemazeite.blogspot.pt/

http://fototecalagos.blogspot.pt/